Instalação de sistema de energia fotovoltaica da Astra Solar em residência em Nova Lima, MG.

 

De acordo com projeções da ABSOLAR, em 2019, o Brasil deve chegar a 3,3GW de capacidade solar instalada. Esse número representa um aumento de 44%, impulsionado, principalmente, por projetos de geração distribuída.

A geração distribuída solar deve, sozinha, acrescentar 628,5 MW de capacidade instalada no País, um crescimento de cerca de 125%.

Ainda de acordo com a ABSOLAR, em 2018, a GD de energia solar atingiu a marca de 500 MW. Cerca de 74% (371,9 MW) dessa capacidade foi instalada em 2018. Dentro desses 500MW, a fotovoltaica comercial representa 43,2% da capacidade total, enquanto os segmentos residencial e industrial têm participação de 35,7% e 10,3%, respectivamente.

Para a ABSOLAR, 2019 vai representar uma guinada no mercado solar brasileiro, uma vez que o retorno do investimento feito em energia solar fotovoltaica está cada vez menor. “Com o aumento das tarifas de energia no Brasil desde 2015 e a redução do custo de equipamentos, os investimentos em Geração Distribuída podem ser recuperados entre três e sete anos”, Rodrigo Sauaia, presidente da ABSOLAR em entrevista à Reuters.

 

Elisa Meira Bastos