Devido a avanços tecnológicos, ganhos de escala e ao aprimoramento dos processos de fabricação, o preço dos equipamentos fotovoltaicos tende a cair ao longo dos próximos anos. Isso é um fato que naturalmente leva o consumidor a sentir-se desencorajado de adquirir seu sistema de energia solar no momento atual, uma vez que poderá comprar o mesmo equipamento por um valor inferior já no ano seguinte. No entanto, será que essa economia vale a pena?

Preparamos este post para avaliar junto com leitor se é mais interessante aguardar os próximos anos ou adquirir o seu sistema  e começar a economizar energia desde já. A melhor forma de chegar a esta conclusão é fazendo um estudo de caso concreto sobre o preço da energia solar.

Preço da energia solar

A queda de preço da energia solar em alguns anos

Tomamos como base o seguinte exemplo prático: a conta média mensal de energia elétrica de um consumidor residencial trifásico situado em Minas Gerais é de R$ 500,00 e sua tarifa é de R$ 0,83/kWh. Logo, o seu consumo médio é de 600 kWh por mês. Nos patamares atuais, para esta faixa de consumo e valor de tarifa, o payback do investimento se dá em cerca de 5 anos.

O sistema projetado deverá gerar em média 502 kWh por mês, economizando ao consumidor R$ 416,66 e reduzindo a sua despesa mensal com a concessionária para apenas R$ 83,00. Ou seja, o sistema irá custar cerca de R$ 24.999,60 e gerar uma economia anual de R$ 5.000. Essa economia ainda deve crescer em função do aumento do preço da energia, mas para sermos conservadores vamos deixar de considerar a inflação energética.  

De acordo com um relatório recente elaborado pela IRENA – International Renewable Energy Agency, o preço dos sistemas fotovoltaicos têm o potencial de cair até 59% até 2025, o que significa em média 5,9% ao ano. Como essa queda é exponencial, vamos assumir uma queda bem agressiva de 10% no primeiro ano. Com base neste percentual, o custo do sistema em questão será de R$ 22.499,64 no ano seguinte, portanto R$ 2.499,96 mais barato do que no ano anterior.

Então vale a pena investir agora ou aguardar?

Os consumidores de energia têm a opção de investir em um sistema agora, ou esperar o próximo ano. Comparando as duas possibilidades é fácil concluir que é mais vantajoso instalar o sistema imediatamente. Considerando que o rendimento líquido da aplicação financeira do consumidor seja de 10,41% a.a., a economia de quem opta por postergar o investimento seria de R$ 5.103,04 (R$ 2.603,08 dos rendimentos + R$ 2.499,96 da redução do custo do sistema). Enquanto isso, a economia do consumidor que opta por investir no sistema agora e desde já começar a economizar na conta de energia seria de R$ 5.694,31 (R$ 416,66 x 12 meses)

Observem no gráfico abaixo que, embora ainda haja potencial para redução no valor da energia solar, esta já é uma tecnologia bem madura. Já estamos no final da curva exponencial de queda de preços. Em função disso, como já comentamos aqui no blog, em muitos casos a energia solar já é a fonte mais barata de energia disponível, como noticiado recentemente pelo site de notícias Bloomberg.

preço da energia solar

 

Esperamos que o nosso post ajude o consumidor a tomar a melhor decisão. E então, você já quer ter uma ideia melhor de qual seria seu investimento e sua economia?

mm
Lucas Mendes

Formado em administração de empresas, por dois anos se dedicou a um MBA pela IESE Business School da universidade de Navara (Espanha). Atuou na Schneider Electric, empresa global especialista em gestão de energia e em bancos de investimento e fundos de capital de risco com foco nos setores de energia e infra-estrutura.