O sol é uma verdadeira usina de energia no céu. Além de ser uma fonte de energia limpa, que não emite poluentes que causam o efeito estufa, trata-se de uma fonte abundante e acessível a todos. Para se ter uma ideia, a energia solar que chega à Terra em apenas uma hora é suficiente para suprir todo o consumo do nosso planeta por um ano!

Mas como as pessoas podem transformar toda essa abundância de raios solares em eletricidade útil para nosso uso?

No post de hoje vamos explicar um pouco mais sobre essa tecnologia que tem crescido a cada dia em nosso cotidiano, mostrando como funciona a energia solar. Acompanhe!

5_dicas_essenciais_para_reduzir_a_conta_de_luz_da_sua_empresa.jpg

Como funciona a energia solar

Nós podemos transformar a luz solar diretamente em eletricidade usando células fotovoltaicas. Quando a luz atinge estas células, ocorre o efeito fotovoltaico, que é a criação de tensão elétrica e decorrente da sua exposição à luz.  A geração de eletricidade acontece quando partículas de luz solar, chamadas fótons, incidem sobre os painéis fotovoltaicos, que as convertem em corrente elétrica contínua (DC).

Posteriormente, a corrente elétrica gerada pelos painéis passa por um inversor e outros dispositivos de segurança elétrica. O inversor converte a corrente contínua (DC) gerada pelos painéis em corrente alternada (AC). A alimentação AC é o tipo de corrente elétrica usada em televisores, computadores, cafeteiras, etc., quando conectados à tomada na parede. Assim, essa conversão realizada pelo inversor é o que permite utilizarmos normalmente a energia gerada pelos painéis solares.

Em sistemas fotovoltaicos conectados à rede, um medidor de energia bi-direcional mantém o controle de toda a energia produzida pelo seu sistema solar. Toda energia solar que você não usar instantaneamente vai fluir, através do medidor, para a rede elétrica, gerando créditos que podem ser aproveitados em momentos onde não há geração. À noite ou mesmo durante dias nublados, quando o sistema não estiver produzindo o suficiente para as suas necessidades, você irá consumir energia da rede normalmente. Assim, sua concessionária de energia só irá lhe cobrar a diferença entre energia consumida e a energia gerada pelo seu sistema.

As células solares

As células solares são pequenos semicondutores, em forma de painéis quadrados, feitos a partir de silício e outros materiais condutores, fabricados em camadas de finos filmes. Quando a luz solar atinge uma célula solar, as reações químicas provenientes desse encontro liberam elétrons, gerando uma corrente elétrica. As células solares são também chamadas de células fotovoltaicas e podem ser encontradas em diversos pequenos aparelhos, como calculadoras.

Incorporando o sistema fotovoltaico em sua casa e negócio

Sistemas fotovoltaicos hoje podem ser utilizados facilmente em qualquer tipo de construção, alimentando aparelhos e sistemas elétricos. As células fotovoltaicas podem ser instaladas como um módulo autônomo, que é anexado ao telhado da casa ou em um sistema separado, utilizando materiais de cobertura integrada com funções duplas – que age como uma telha de cobertura regular e, como célula solar, transformando essa energia em eletricidade.

Sistemas fotovoltaicos podem igualmente ser misturados com a estrutura de praticamente todos os edifícios comerciais. Você vai encontrar estas células usadas ao ar livre, para iluminação de segurança, bem como em estruturas que servem de coberturas para estacionamentos.

Requisitos da luz solar para os sistemas fotovoltaicos

Para ser realmente eficaz, um sistema fotovoltaico precisa de acesso sem obstáculos aos raios do sol durante a maior parte do dia. Sombras sobre o sistema podem reduzir significativamente a produção de energia. O clima não é uma grande preocupação, pois os sistemas fotovoltaicos são relativamente pouco afetados pelas temperaturas do ar. Abundante praticamente durante todo o ano, o sol faz com que os sistemas de energia solar sejam muito eficazes, em especial aqui no Brasil.

Agora que você já sabe como funciona a energia solar, que tal deixar um comentário e nos contar o que achou do nosso post? Ficou alguma dúvida sobre o tema? Deixe também aqui nos comentários.

mm
Lucas Mendes

Formado em administração de empresas, por dois anos se dedicou a um MBA pela IESE Business School da universidade de Navara (Espanha). Atuou na Schneider Electric, empresa global especialista em gestão de energia e em bancos de investimento e fundos de capital de risco com foco nos setores de energia e infra-estrutura.