O leilão de energia nova tem como finalidade atender ao aumento de carga das distribuidoras. Neste caso é comercializada energia de usinas que ainda serão construídas.

 

O Ministério de Minas e Energia divulgou agora no mês de dezembro o calendário para os novos leilões de energia A-4, a chamada energia nova, para abril do ano que vem. De acordo com o ministério, a entrega de energia deve começar em 2022.

 

Segundo o ministério, a energia será disponibilizada por meio de empreendimentos hidrelétricos, por projetos de fonte de biomassa, eólica e solar fotovoltaica. No caso dos empreendimentos hidrelétricos, o prazo de suprimento é de 30 anos. Nos demais, a geração de energia será ofertada com prazo de suprimento de 20 anos.

Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), resultado do LEN A-4 2017 aponta para um novo patamar de competitividade da fonte solar fotovoltaica no Brasil.

 

Com um forte deságio de 55,7% em relação ao preço inicial de R$ 329,00/MWh, atingindo um preço médio de venda de energia elétrica de R$ 145,68/MWh (equivalente a US$ 43,88/MWh), a fonte solar fotovoltaica surpreendeu positivamente no Leilão de Energia de Reserva (LEN A-4 de 2017), realizado no dia (18/12) pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em São Paulo (SP).

 

Segundo o presidente executivo da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), Dr. Rodrigo Sauaia, o resultado aponta para um novo patamar de competitividade da fonte no País, fruto da redução de preços dos equipamentos, recuperação da moeda brasileira frente ao dólar e acirrada competição entre os empreendedores.

 

Ao todo, os projetos que foram contratados totalizam 228,7 MW médios de garantia física e as usinas deverão iniciar o fornecimento de energia elétrica a partir de 1º de janeiro de 2021.

 

O preço médio final do leilão para as usinas hidráulicas foi de R$ 181,63/MWh. No caso da usina térmica movida a biomassa, o preço médio foi de R$ 234,92/MWh e para as plantas eólicas foi de R$ 108/MWh.

 

Participaram do certame, como compradoras da energia negociada, sete concessionárias de distribuição: CEA, CEAL, Cepisa, Coelba, Copel D, EDP ES, Elektro. Os contratos são de 30 anos para as usinas hidrelétricas na modalidade por quantidade e 20 anos para as usinas a biomassa, eólicas e solares.

 

O presidente executivo da ABSOLAR lembra, entretanto, que o sucesso de um leilão de energia não é definido apenas pelo preço médio ou pela quantidade de projetos contratados, mas que estes projetos sejam de fato construídos, entrem em operação e forneçam energia elétrica à matriz. “Desse modo, teremos a medida clara do sucesso deste leilão a partir do início de 2021, quando os projetos contratados estiverem em operação comercial”, aponta Sauaia.

 

 

Energia Solar Fotovoltaica com a Astra Solar

 

Nós da Astra Solar sempre divulgamos informações como esta sobre a ampliação da energia solar fotovoltaica em nosso país. Se você se interessou em saber sobre como funciona a energia solar fotovoltaica, painéis solares em telhados e sistemas de micro geração distribuída, entre em contato conosco.

 

Somos especialistas no desenvolvimento de projetos personalizados de geração de energia elétrica através de sistemas solares fotovoltaicos. Aqui você encontra soluções desde o projeto, fornecimento de equipamentos fotovoltaicos, instalação e assistência técnica especializada, além do acompanhamento pós-venda.

 

Continue  conectado com o nosso blog para ficar por dentro de todas as novidades do setor fotovoltaico.

 

Energia solar fotovoltaica

Instalação de painéis solares fotovoltaicos feita pela Astra Solar em Nova Lima/ MG

Elisa Meira Bastos