Você está pensando em adquirir um sistema de energia solar? Parabéns! Você já faz parte de uma parcela da população consciente da necessidade de preservação ambiental e que já entende as vantagens de gerar a própria energia.

Mas, antes de fechar um contrato com uma empresa de energia solar, não deixe de verificar se a empresa que irá lhe fornecer o sistema atende aos pontos de nossa check list!

sistema de energia solar

 

1) Site da empresa e primeira impressão

Uma das maneiras mais fáceis de encontrar uma empresa que forneça sistemas de geração distribuída e energia solar é por meio de buscas na internet. O site da empresa normalmente é um bom lugar para se fazer uma análise inicial. Procure verificar se a empresa já atua na área de sua concessionária, qual é o escopo de trabalho e se o site fornece os dados básicos sobre seus serviços e sua equipe de trabalho.

 

2) Profissionais qualificados

Verifique se os projetos da empresa são feitos por engenheiros(as) eletricistas certificados, que conhecem profundamente o funcionamento de sistemas solares fotovoltaicos. Embora pareçam simples, os projetos demandam cálculos detalhados, que, caso mal feitos, podem comprometer a performance do seu sistema ou, pior ainda, comprometer o próprio imóvel ou local de instalação.

Os responsáveis por assinar o projeto devem ter segurança sobre as premissas utilizadas no dimensionamento, configuração e escolha dos componentes. Todos esses fatores irão influenciar tanto na eficiência quanto no preço final de seu sistema.

 

3) Conhecimento da Legislação nacional sobre Geração Distribuída

Quando você conversar com a empresa que está oferecendo um sistema, pergunte sobre a legislação vigente. As Resoluções Normativas que regem o sistema de geração distribuída no Brasil são a REN n° 482/2012 e a REN nº 687/2015.Você pode encontrá-las na íntegra neste link. Existem várias modalidades de geração compatíveis com a energia solar fotovoltaica, como autoconsumo, geração compartilhada e autoconsumo remoto. A empresa selecionada deve conhecer todas as modalidades, de modo a propor a melhor opção de geração para seus clientes.

 

4) Conhecimento dos trâmites com a concessionária de energia

Além dos conhecimentos técnicos e sobre a legislação nacional, é importante que a empresa selecionada saiba como proceder junto à sua concessionária de energia. Apesar da legislação única, as diferentes concessionárias podem ter trâmites particulares que regem os projetos elétricos.

É essencial que a empresa conheça bem a atuação de sua concessionária, como normas técnicas específicas e prazos de atendimento. Esse conhecimento pode fazer toda a diferença durante o período de acesso à rede, assim como durante a vistoria e aprovação do sistema instalado. E lembre-se: todo o trâmite e burocracia junto à concessionária deve ser de responsabilidade da empresa contratada!

 

5) Recursos de Simulação e Visita Técnica

Para que o sistema proposto possa performar conforme prometido pela empresa selecionada, é importante que a empresa faça uma simulação antes da instalação. É necessário considerar o posicionamento dos módulos fotovoltaicos, seu direcionamento e inclinação, bem como verificar se existem possíveis pontos de sombreamento que irão interferir na geração.

Para que possa contemplar todas estas variáveis, a empresa deve utilizar um software de simulação solar cujos resultados sejam reconhecidos e aceitos pelo mercado. É importante também verificar qual o banco de dados de irradiação a empresa está considerando na simulação, já que variações desta premissa podem impactar significativamente os resultados financeiros de um projeto.

Além disso, é essencial que a empresa realize uma visita técnica ao local da futura instalação. Apenas nesse momento será possível ver as reais condições para a implementação do sistema fotovoltaico. Este momento também é crucial para que o cliente tenha um primeiro contato com a equipe responsável por executar a obra e possa questionar sobre qualquer aspecto técnico do sistema.

 

6) Equipamentos utilizados

Pergunte à empresa quais são os equipamentos que ela utilizará em seu sistema. Existem muitos fabricantes de módulos fotovoltaicos e inversores, assim como dos demais componentes utilizados. Para serem registrados pelas concessionárias, os sistemas de energia solar devem utilizar equipamentos aprovados pelo INMETRO.

Diferentes módulos fotovoltaicos terão diferentes prazos de garantia, taxas de eficiência e até de durabilidade. Na Astra Solar utilizamos apenas equipamentos de primeira linha, segundo rankings internacionais  que separam apenas os top 2% do mercado mundial em termos de qualidade e capacidade financeira das fábricas.

 

Lembre-se de verificar se os equipamentos descritos na proposta comercial são os mesmos utilizados durante a instalação de seu sistema!

 

7) Acompanhamento da geração e assistência técnica

A atuação da empresa não termina com o fim da instalação! Após o término da obra e da troca do medidor de energia, a integradora de energia solar deve fornecer ao cliente o suporte necessário em casos de mau funcionamento do sistema. Além disso, muitos sistemas estão conectados à internet, dessa forma a empresa deve fornecer ao cliente as autorizações para acompanhar sua geração de energia limpa em tempo real, ao mesmo tempo que monitora a eficiência do sistema.

 

Tem mais algum ponto para acrescentar em nossa lista? Entre em contato conosco e tire suas dúvidas!

mm
Lucas Mendes

Formado em administração de empresas, por dois anos se dedicou a um MBA pela IESE Business School da universidade de Navara (Espanha). Atuou na Schneider Electric, empresa global especialista em gestão de energia e em bancos de investimento e fundos de capital de risco com foco nos setores de energia e infra-estrutura.