Um dos problemas que as tecnologias renováveis enfrentam é sua intermitência. As turbinas eólicas dependem da frequência e intensidade do vento e a energia solar evidentemente só gera energia durante o período diurno. É exatamente nesse ponto que as novas baterias, a energia solar e os carros elétricos entram em cena, com o objetivo de eliminar o problema da intermitência.

carros-eletricos-e-energia-solar

 

Uso de baterias nos sistemas de Geração Distribuída atuais

Hoje, o principal entrave para um uso extenso de baterias associadas a sistemas de energia renovável distribuída é o seu preço. Como baterias ainda são muito caras, os sistemas fotovoltaicos conectados apenas à rede elétrica são muito mais viáveis economicamente, já que não utilizam baterias. Dessa forma, a energia gerada durante o dia, mas não consumida no local de geração, é enviada à rede elétrica gerando créditos energéticos junto à concessionária. Isso implica que, com o sistema fotovoltaico, o consumidor economiza mas se mantém conectado à rede pelo sistema de compensação.

Assim, no modelo vigente de geração distribuída brasileiro, não existem grandes incentivos para o uso de baterias em lugares atendidos pela rede elétrica. Nos momentos onde o sistema fotovoltaico não está gerando energia, a demanda é suprida normalmente pela concessionária.

Tudo muda com os carros elétricos

Carros são um problema para qualquer grande cidade, causando trânsito e poluição. Por não emitirem gases de efeito estufa, carros elétricos são bem menos poluentes do que os atuais, a combustão. Agora pense em uma coisa: Quanto tempo você passa dentro de seu carro se deslocando e quanto tempo o carro fica parado na garagem de sua casa ou no estacionamento de seu trabalho? Estudos indicam que em média um carro é utilizado apenas 4% do tempo ao longo de sua vida útil. Ou seja, a partir do momento em que os carros forem movidos por eletricidade, nos momentos em que não estarão sendo utilizados, representarão uma grande capacidade adicional de armazenagem de energia no sistema elétrico.

Os gráficos abaixo mostram a comparação entre duas curvas de energia: a de demanda e a de oferta, durante as 24 horas de um dia. Com eles é possível ver como as curvas de demanda e oferta de energia, quando vistas em um sistema que inclui geração fotovoltaica + bateria estacionária + carro elétrico, se sobrepõe quase perfeitamente.

energia solar e carros elétricos

energia solar e carros elétricos

A bateria estacionária armazena a energia solar gerada mas não consumida durante o dia e a libera durante as últimas horas da tarde. A lacuna de energia remanescente, é atendida pela rede elétrica durante a noite e primeiras horas da manhã, quando a energia é mais barata e existe um excesso de produção de outras fontes de geração. É neste período que ocorre o carregamento do carro elétrico, suavizando a curva de demanda diária.

A energia solar em um futuro não muito distante…

Em menos tempo do que se imagina, será possível arbitrar a energia armazenada em um carro elétrico. Imagine que você pode ir até o trabalho com seu carro elétrico e deixá-lo parado em um estacionamento coberto de painéis fotovoltaicos. Durante o dia as baterias do carro serão carregadas com energia limpa e, ao chegar em casa, será possível optar por utilizar a energia armazenada no carro para alimentar a casa ou vendê-la a outros consumidores de energia através da rede elétrica (que será inteligente).

Considere a volatilidade dos preços dos combustíveis e o seu alto custo ambiental. Por outro lado, tanto os painéis solares como baterias para a armazenagem vêm caindo muito de preço. Isso gera um ciclo virtuoso, onde os ganhos de escala proporcionados pelo incremento nas vendas gera ainda mais demanda por estes produtos. Por isso essa revolução chegará até nós antes do que muitos imaginam.

Muitas das grandes montadoras de veículos têm se mostrado extremamente favoráveis aos incentivos a carros elétricos. Parte desse comportamento surge de análises futuras de mercado, de mudanças no comportamento dos usuários e de incentivos governamentais. Como um exemplo, a Alemanha, país de origem da Volkswagen, está discutindo políticas que irão restringir a circulação no país de carros movidos a gasolina e diesel até 2030. Essa política tende a ser adotada nos outros países da União Europeia, alterando completamente o mercado de transporte na Europa e influenciando todo o mundo.

Os sistemas de geração solar fotovoltaica são parte intrínseca dessa mudança. Como dissemos acima, o ciclo se fecha com a produção de sua própria energia a partir do sol, que poderá abastecer não apenas a sua casa, mas também seu carro e contribuir para todo o sistema de energia elétrica.

Você já pensou em ter um carro elétrico? E um sistema de energia solar fotovoltaico? Leia o nosso guia e saiba como gerar a sua própria energia!

mm
Lucas Mendes

Formado em administração de empresas, por dois anos se dedicou a um MBA pela IESE Business School da universidade de Navara (Espanha). Atuou na Schneider Electric, empresa global especialista em gestão de energia e em bancos de investimento e fundos de capital de risco com foco nos setores de energia e infra-estrutura.